Dê ouvidos à Palavra de Deus!
Ouça e pratique essa Palavra! Tolo é quem não o faz!
Ouça a Palavra de Deus, creia na Palavra e guarde-a em seu coração.
Esteja enraizado nela, e a coroa da vitória lhe está garantida!,
“Permaneça em vós o que ouvistes desde o princípio. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis vós no Filho e no Pai” (1 Jo 2.24).



Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada. Provérvios 31:30

Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Lucas 14:15-24

Ao ouvir isso, um dos que estavam à mesa com Jesus, disse-lhe:
“Feliz será aquele que comer no banquete do Reino de Deus”. Jesus
respondeu: “Certo homem estava preparando um grande banquete e
convidou muitas pessoas. Na hora de começar, enviou seu servo para
dizer aos que haviam sido convidados: ‘Venham, pois tudo já está
pronto’. “Mas eles começaram, um por um, a apresentar desculpas. O
primeiro disse: ‘Acabei de comprar uma propriedade, e preciso ir
vê-la. Por favor, desculpe-me’. “Outro disse: ‘Acabei de comprar
cinco juntas de bois e estou indo experimentá-las. Por favor,
desculpe-me’. “Ainda outro disse: ‘Acabo de me casar, por isso não
posso ir’. “O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o
dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: ‘Vá rapidamente para
as ruas e becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos
e os mancos’. “Disse o servo: ‘O que o senhor ordenou foi feito, e
ainda há lugar’. “Então o senhor disse ao servo: ‘Vá pelos caminhos
e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia.
Eu lhes digo: Nenhum daqueles que foram convidados provará do meu
banquete’ ”.
   

Às vezes, parece que vivemos convidando pessoas, não é?
Convidamos para o culto dominical, para campanhas e reuniões, para
o louvorzão, acampamento e pequeno grupo. Chamamos parentes,
amigos, colegas de trabalho. Com os poucos que aceitam não é de se
admirar que começamos a ficar desanimados. Com o tempo até deixamos
de convidar. Não é que já convidamos todo mundo que conhecemos, e
alguns deles até dizer basta? Sim, justamente. E os que não
conhecemos? Vamos ignorar a moça no caixa do supermercado, o rapaz
na cadeira da nossa frente na sala de aula, aquele senhor sentado
ao lado no ônibus? Deus não quer estas pessoas? Não tem lugar para
elas no Reino? É para seus parentes os convidarem? E se nem eles
convidam? Você nunca ouviu falar de alguém que viu um convite no
chão ou recebeu "por acaso" um convite na rua e aquele convite foi
uma virada em sua vida? O que será que vamos sentir naquele dia
sabendo que passamos ao lado de homens e mulheres caminhando em
plena escuridão, em direção ao inferno, e nem ao menos os chamamos?
Deus quer que sua casa "fique cheia". Há muitas moradas lá cujos
donos ainda não receberam seu convite. Você passará perto de um,
quem sabe, ainda hoje. O que fará?

ORAÇÃO:
   Senhor, perdoe-me pela minha complacência. Tenho ficado mal
acostumado a passar pelas ruas, parques, paradas e salas da minha
cidade calado. Calado. Ajude-me a ver cada pessoa que não responde
a meu convite me ajudando a chegar mais perto daqueles que vão. Sei
que estão lá, Pai. Ajude-me a encontrá-los e a não desistir de
chamar até os encontrar. Sei que estão lá porque o Senhor me enviou
para isso. No nome do Jesus eu oro. Amém.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Lucas 14:12-14

E dizia também ao que o tinha convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado.
Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos,
E serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado te será na ressurreição dos justos.


Lucas 14:12-14
 

   Seria conveniente espiritualizar este texto ou falar da missão
da igreja para os "excluídos". Poderia se falar de campanhas para
arrecadar cestas básicas ou de cada igreja adotar um orfanato. Sem
dúvida isso seria bom e faria parte da missão do povo de Deus. Mas,
aqui Jesus estava falando com um indivíduo, o anfitrião do banquete
para o qual ele foi convidado. O que o Mestre recomendou a este
homem não foi mandar algo para os doentes e pobres. Foi chamá-los
para dentro da sua casa. Foi recebê-los com hospitalidade. Ele
disse que devíamos honrar essas pessoas chegando perto delas. Deus
quer que seus filhos sintam não só uma barriga cheia, mas, um
coração também. Será que um amor desse tamanho mora em nossos
corações? Se Jesus mora lá - já devemos saber a resposta.

ORAÇÃO:


   Bendito o nome do Senhor, para sempre. Lembro-me, Pai, de um
filho seu, morador de rua, cantando as estrofes daquele hino com
tanta paixão. Perdoe-me por não ter feito mais por aqueles que têm
tão pouco. Quero fazer mais e dar mais de mim mesmo. Que louvores
possam subir cada vez mais de pessoas que só têm o Senhor, mas, que
vêem em seus servos o amor de Jesus. No bendito nome do Senhor
oramos. Amém.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Certo sábado, entrando Jesus para comer na casa de um fariseu
importante, observavam-no atentamente. À frente dele estava um
homem doente, com o corpo inchado. Jesus perguntou aos fariseus e
aos peritos na lei: “É permitido ou não curar no sábado?” Mas eles
ficaram em silêncio. Assim, tomando o homem pela mão, Jesus o curou
e o mandou embora. Então ele lhes perguntou: “Se um de vocês tiver
um filho ou um boi, e este cair num poço no dia de sábado, não irá
tirá-lo imediatamente?” E eles nada puderam responder.
 Lucas 14:1-6


   Jesus podia ser achado tanto na casa de um publicano quanto na
de um fariseu. Ele não precisava evitar um grupo para manter
comunhão com o outro. Jesus buscava se relacionar com homens de
todas as qualidades, porque o Pai de todos eles ainda os procurava.
No entanto, estes mesmos homens só procuravam meios para derrubar
Jesus. Como será que ele se sentiu com isso? Será que temos feito a
mesma coisa com outros? Será que temos "observado atentamente"
outros, só para flagrar seus erros e falhas? Jesus sabia que esses
homens estavam sedentos por uma discussão teológica. Mas, a
prioridade de Jesus era o homem doente. Jesus o curou e logo o
mandou embora. Por quê? Provavelmente para que ele não fosse
constrangido pela discussão a seguir. A culpa não era dele. E como
foi que Jesus tratou seus inimigos? Ele lhes deu a oportunidade de
falar. Quando não quiseram se expor, ele os ensinou com paciência e
não se exaltou. Cordialidade, paciência, em fim - amor. Jesus foi
assim. É só isso que ele espera de nós, até para com nossos piores
inimigos.

ORAÇÃO:
   Deus todo poderoso, eu me sinto às vezes tão fraco diante das
minhas próprias atitudes. É tão difícil amar meus inimigos. Eu não
sou como Jesus. Mas, eu quero ser. E pela graça do Senhor eu
pretendo chegar lá. Eu sinto que preciso de muito mais. Mas, confio
que uma coisa me basta - a graça do Senhor. Não me largue, Senhor,
enquanto eu não largar o velho eu. Pela força que vem de Jesus, do
Espírito Santo e de meu amoroso Pai eu agradeço. Em nome do Senhor,
amém.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Lucas 13:6-9

E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando;
E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente?
E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque;
E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.

Lucas 13:6-9


   
a figueira seca com folhagens antes do tempo

   Primeiro, Jesus dá um forte alerta sobre o dia do julgamento (Lc
12:57-59). Todos precisam se preparar. A necessidade mais urgente é
de arrependimento (13:1-5). Não importa a natureza do pecado; se a
pessoa não se arrepender, perder-se-á. Mas, em seguida, Jesus conta
uma parábola sobre a longanimidade de Deus. Deus é paciente. Da
mesma forma que o homem deu mais tempo para a figueira, apesar da
sua falta de fruto, Deus está sendo paciente para conosco, apesar
de todos os nossos pecados. Se você ficou desanimado com algum
pecado grave, se ficou frustrado com sucessivas quedas no seu
caminhar com Cristo, ou até desistiu de tentar, escute essas
palavras de Jesus. Deus ainda está esperando por você. Ele não
desistiu de lhe chamar. Enquanto estiver vivo, você ainda está
dentro do alcance da graça dEle. Seja qual for sua fraqueza ou
pecado, Jesus pode lhe dar a força para vencer. Basta voltar para
ele.


ORAÇÃO:
   Poderoso e gracioso Senhor, é tão bom saber que temos um Deus
que é justo, mas, também misericordioso. Ficamos animados em saber
que, se ainda estamos vivos, ainda há tempo. Por favor, anime os
que lêem estas palavras com a esperança de receberem também a graça
do Senhor. Fortifique-os em Cristo Jesus para que se levantem mais
uma vez, desta vez para sempre. No poderoso nome de Jesus oramos.
Amém

domingo, 8 de dezembro de 2013

Lucas 12:49-53

  “Vim trazer fogo à terra, e como gostaria que já estivesse
aceso! Mas tenho que passar por um batismo, e como estou angustiado
até que ele se realize! Vocês pensam que vim trazer paz à terra?
Não, eu lhes digo. Ao contrário, vim trazer divisão! De agora em
diante haverá cinco numa família divididos uns contra os outros:
três contra dois e dois contra três. Estarão divididos pai contra
filho e filho contra pai, mãe contra filha e filha contra mãe,
sogra contra nora e nora contra sogra”.

Lucas 12:49

   Alguns são abençoados com pais e irmãos, cônjuges e sogros que
os apóiam na vida Cristã. Como é uma bênção contar com o
acompanhamento da nossa família no Caminho. Nem todos conhecem esta
bênção. Jesus nos alertou desde o começo que alguns de nós teríamos
que enfrentar conflito e divisão com as pessoas que mais amamos. Às
vezes, o maior obstáculo no caminho para seguir Jesus são as
pessoas mais próximas. No conflito entre o bem e o mal, entre luz e
trevas, não pode haver meio termo. Não há espaço para território
neutro. O inimigo não aceitará nada menos que nossa total
destruição. E Jesus não admite nada menos que nossa plena salvação.
Se você enfrenta conflitos com família ou com entes queridos,
lembre-se que Deus lhe chamou para fazer parte de outra família,
uma que estará com você pela eternidade. Pode ser que sua decisão
salvará não só você, mas, com o tempo, o resto da sua família
também. Às vezes a única esperança para nossa família na terra é
ser fiel à nossa família celestial.

ORAÇÃO:
   Bendito Deus, como nós precisamos do amor do nosso Pai. Tenha
misericórdia, Senhor, daqueles que sofrem com seus próprios
familiares por causa do seu amor por Jesus. Dê forças àqueles que
vivem em países e culturas em que a decisão de seguir Jesus os
torna inimigos daqueles que mais deviam os apoiar. Ajude-nos a
sermos fiéis a Jesus para que um dia, pela graça do Senhor, nossos
queridos voltem a ser família, desta vez, pela eternidade. Em nome
de Jesus oramos. Amém.




quinta-feira, 5 de dezembro de 2013


Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias.
E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier, e bater, logo possam abrir-lhe.
Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o Senhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa e, chegando-se, os servirá.
E, se vier na segunda vigília, e se vier na terceira vigília, e os achar assim, bem-aventurados são os tais servos.
Sabei, porém, isto: que, se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria, e não deixaria minar a sua casa.
Portanto, estai vós também apercebidos; porque virá o Filho do homem à hora que não imaginais.

Lucas 12:35-40


   Faltou pouco para as virgens estarem preparadas. Por pouco
Pilatos não poupou Jesus. Faltou pouco para Agripa ser persuadido.
Em parábolas e histórias reais, houve tantas pessoas que quase
foram salvas. No entanto, por pouco se perderam. Como alguém disse,
ser quase salvo é ser totalmente perdido. O que é que nos falta? Um
pouco de arrependimento? Um pouco de obediência? Será que por tão
pouco estamos dispostas a arriscar a nossa salvação? Satanás está
contando que pensaremos pouco do pouco que nos falta. Com esta
armadilha ele já tragou tantos desde os dos dias de Jesus até hoje.
O que é que lhe falta ainda? Ninguém sabe quando o Senhor voltará.
Mas, de uma coisa temos certeza, quem estiver pronto irá com Ele,
quem não estiver, ainda que seja por pouco, será perdido. Vamos nos
preparar!

ORAÇÃO:
Grandioso Deus, preciosa é a palavra do Senhor. Obrigado por não
nos deixar cair na armadilha do inimigo. Se for pouco ou muito, que
todos possam ouvir e atender a este alerta. Queremos estar prontos
quando nosso Salvador voltar. Em nome e por amor a Jesus oramos.
Amém.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Lucas 12:15


E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza;
porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.

Lucas 12:15.


   Certa vez, quando serviu como missionário no Rio de Janeiro, Max
Lucado foi visitar um irmão afastado. O irmão estava construindo
uma casa num terreno perto de um pântano. Max ficou impressionado
com a precariedade da situação. Foi quando o irmão virou para Max e
confessou que a ganância o havia desviado da fé. "Ganância?" Max
perguntou. "Você está levantando um barraco em um pântano, e você
chama isso de ganância?" Daí, Max reconheceu "A ganância é
relativa. Não é definida pelo valor das coisas, e sim pelo que ela
custa a você". Alguns asseveram que Deus quer para nós, os filhos
do Rei, mais, mais e mais. Aqui Jesus deixa claro o que Deus quer –
mais e mais distância do apego às coisas materiais. O verdadeiro
discípulo, o Cristão maduro, é aquele que consegue viver contente e
satisfeito com o que tem, ou até com cada vez menos! O alerta é
claro – cuidado com “todo tipo de ganância”. Quanto lhe custará
amanhã, o tesouro que você está juntando hoje? E qual o valor das
coisas do Reino em sua vida? Se o nosso apego define o valor das
coisas em nossas vidas, o que é que nosso apego às coisas de Deus
está dizendo?

ORAÇÃO:


   Pai, eu luto tanto com esse problema. Perdoe meu apego aos bens
materiais. E obrigado por Jesus incluir este alerta no Evangelho.
Eu quero me apegar cada vez mais a Ele e cada menos a este mundo.
Agradeço-lhe porque, pela beleza de Jesus, eu sinto este desejo
crescendo em minha vida. Em nome do Rei Jesus eu oro. Amém.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Lucas 11:37-39

E, estando ele ainda falando, rogou-lhe um fariseu que fosse jantar com ele; e, entrando, assentou-se à mesa.
Mas o fariseu admirou-se, vendo que não se lavara antes de jantar.
E o Senhor lhe disse: Agora vós, os fariseus, limpais o exterior do copo e do prato; mas o vosso interior está cheio de rapina e maldade.
Lucas 11:37-39

Uma das maiores tentações na vida Cristã é de realizar uma parte
da nossa missão muito bem feita e presumir que isso vale para o
resto. Quanto mais dedicado e sincero o Cristão for, maior o perigo
de cair nesta armadilha. Obediência a Deus em nossos atos é a parte
mais fácil do  discipulado de Jesus. A parte difícil é a mudança de
coração, de motivos e objetivos. Um dia aquele fariseu
provavelmente sonhou em servir a Deus de todo seu ser. Ele entregou
seus atos e comportamento, mas, não conseguiu se desprender do seu
coração e mente. Ele nem percebeu, mas, justamente como o diabo
gosta, ele estava estragando seu próprio sonho. O que Paul Valéry
disse é verdade: " A melhor maneira de tornar seus sonhos em
realidade é acordando". Era isso que Jesus estava tentando fazer
com ele. Será que nós já acordamos, ou ainda estamos sonhando? Já
entregou tudo, ou ainda está segurando seu coração?

ORAÇÃO:


   Soberano Criador, não merecemos que o Senhor deixe nem um palito
em nossas mãos, muito menos corpos e almas. Mas, o Senhor nos
permitiu decidir o que faremos com o que há de mais precioso na
vida. Ajude-nos a entregar primeiro nossos corações e rendermos
logo nossas mentes. Que Jesus possa reinar primeiro dentro de nós,
para daí ser revelado por meio de nós para outros. Em nome de Jesus
oramos. Amém.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Perversos Odeiam A Luz



 Porque a manhã para todos eles é como sombra de morte; pois, sendo conhecidos, sentem os pavores da sombra da morte. Jó 24:17 


Uma das mais realistas descrições da maldade do mundo se encontra no Livro de Jó. O patriarca, temente a Deus, afirma que “os perversos odeiam a luz”. Por isso, “eles têm medo da luz do dia, mas a escuridão não os deixa apavorados” (Jó 24:13,17).

Segundo a Bíblia, Deus é a luz. Por isso, a primeira coisa que Ele criou, de acordo com o início de Gênesis, foi “Haja luz: e houve luz”. A Bíblia não é panteísta, porque ela não declara que “Deus é tudo e tudo é Deus”. O que as Escrituras nos ensinam é que a energia luminosa do Criador é matéria prima da criação. E que, no universo criado, a luz passou a ser encarada como representação da divindade. Daí a afirmação de Jesus Cristo: “Eu sou a luz do mundo” (João 8:12).

Refraseando Jó, podemos então dizer que os perversos odeiam a Cristo. Enquanto viveu como Jesus, aqui na Terra, o Senhor não somente foi odiado, como foi crucificado injustamente. Dentro desse contexto, Jesus alertou seus discípulos: “Todos odiarão vocês, por serem Meus seguidores” (Mateus 10:22). Mesmo odiados, somos “a luz do mundo” (Mateus 5:14). Por determinação de Jesus. Cristãos não se ocupam de buscar apoio das trevas. Mesmo odiados, cristãos se ocupam de viver, no mundo em trevas, a luz do Cristo. 


Pr. Olavo Feijó

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Lucas 11:33

 “Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique
escondida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no
lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz.”



    Você já sentiu insegurança para compartilhar sua fé? Já se
sentiu encabulado na hora de testemunhar para alguém que não segue
Jesus ainda? Num apagão, na escuridão, as pessoas não se importam
se você está com uma lanterninha sofisticada ou apenas fósforos e
uma vela. Só querem ver luz! Deus nos colocou aqui com uma razão –
deixar a luz brilhar! Não precisamos de discursos sofisticados ou
explicações aprofundadas. O importante não é o que você sabe, mas,
quem você conhece - Jesus. Deixe ele brilhar. Deus não lhe colocou
onde você está entre as pessoas ao seu redor com outro propósito.
Chame seus parentes, amigos e colegas para olharem para Jesus. Ele
é a luz. É ele que ilumina. É somente olhando para ele que veremos
por onde devemos andar. Não sabe falar muita coisa sobre Jesus?
Tire sua Bíblia e leia um trecho das palavras dEle. Podem ser estas
acima. Esqueça palavras humanas. Leia as palavras de Jesus. E
espere para ver o que Deus vai fazer com a luz que você acaba de
acender.

ORAÇÃO:


   Senhor da Luz, acenda em nós uma chama que jamais apagará. Que
ela esteja presente em mais e mais pessoas ao nosso redor, uma luz
que vai iluminando o mundo inteiro. Conceda-nos coragem o
suficiente para simplesmente deixar Jesus falar. Que ele possa
falar através de nós. Que as pessoas ao nosso redor possam só ver a
ele, somente ele. Pois basta isso para que o mundo seja iluminado.
Em nome da Luz oramos. Amém.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lucas 11:27-28

 Enquanto Jesus dizia estas coisas, uma mulher da multidão
exclamou: “Feliz é a mulher que te deu à luz e te amamentou”. Ele
respondeu: “Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus
e lhe obedecem”.

 
   O ambiente devia estar tenso entre Jesus e as pessoas que o
criticaram. Uma mulher, provavelmente bem intencionada, elogiou a
mãe do Senhor. Talvez sem perceber, esta mulher cumpriu o que a
própria mãe de Jesus profetizou em Lc 1:48. Jesus não reprovou o
comentário dela. Mas, ele deixou claro que não estava lá atrás de
elogios ou apoio. Jesus estava lá para chamar pessoas a obedecerem
a Deus. Tem um ditado em inglês que diz que a maneira mais sincera
de elogiar alguém é  imitando-a. Se admiramos Jesus, a melhor
maneira de declarar isso ao mundo é fazendo o que ele nos ensinou.
Se é Jesus que estamos imitando, também seremos felizes, não pela
aprovação de homens que é passageira e temporária, mas, pela
aprovação de Deus - que é eterna.

ORAÇÃO:


   Nosso bendito Pai, obrigado pela felicidade que já é nossa. É
tão bom saber que podemos agradar ao criador do universo com algo
tão simples quanto obedecer a Palavra do Senhor. Que possamos
conhecer e obedecer esta palavra cada vez mais e que o Senhor se
agrade cada vez mais de nós e de todos que pudermos persuadir a
seguirem a Jesus. Em nome de Cristo oramos. Amém.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Lucas 11:21-22

  “Quando um homem forte, bem armado, guarda sua casa, seus bens
estão seguros. Mas quando alguém mais forte o ataca e o vence,
tira-lhe a armadura em que confiava e divide os despojos.”



   Você se sente derrotado? Só vê seus pecados, suas falhas e
tropeços? É isso que Satanás quer. Ele quer que você pense que não
vale a pena lutar. É melhor se entregar, gozar dos prazeres que lhe
resta e aguardar a condenação eterna, se ela de fato existe. Isso é
tudo que Satanás quer que você pense. E como sempre, é uma tremenda
mentira. Na verdade, o derrotado é ele. Na parábola, o homem forte
é Satanás. O mais forte é Jesus. Jesus mandou o Maligno embora da
casa onde ele estava habitando - o corpo do homem mudo. Com isso
Jesus mostrou como ele nos liberta de tudo que é do inimigo. Pode
ser tentação, fraqueza ou vício. Não importa. Jesus manda em tudo
isso e muito mais. Mas, só se o chamamos. Só se entregamos a Ele.
Só se confiamos que ele é o vencedor. Jesus venceu demônios e
doenças e finalmente derrotou a própria morte. A mesma vitória é
nossa, se ao menos confiarmos em Jesus. Por fora, pode parecer que
estamos perdendo a batalha. Parece até para nós que somos
derrotados. Mas, por dentro, onde a maior batalha é travada
diariamente, aqueles que estão entregando suas vidas a Jesus dia
após dia, estão vencendo. Estes já estão na marcha triunfal. É
longa e cansativa. Mas, vale a pena continuar. Graças a Jesus!

ORAÇÃO:
   Eterno e Fiel Senhor, ninguém aqui realmente sabe quão absoluto
é o poder do Senhor. Mas, à medida em que lhe entregamos tudo que
somos e temos, começamos a vislumbrar as incontáveis vitórias que
nos esperam no caminho para o céu. Obrigado por nos chamar para seu
lado, Senhor. Obrigado por ser nosso Senhor! No poderoso nome de
Jesus Cristo oramos. Amém e Amém!


Autor é Dennis Downing

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Lucas 11:14-18

Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o
demônio saiu, o mudo falou, e a multidão ficou admirada. Mas alguns
deles disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele
expulsa demônios”. Outros o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do
céu. Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: “Todo reino
dividido contra si mesmo será arruinado, e uma casa dividida contra
si mesma cairá. Se Satanás está dividido contra si mesmo, como o
seu reino pode subsistir? Digo isso porque vocês estão dizendo que
expulso demônios por Belzebu."
 

   Não foi o “ex-mudo”, muito menos o demônio expelido que acusou
Jesus de operar milagres pelo poder de Satanás. Se tivessem falado,
teriam testemunhado a glória de Jesus. Quem falou foram homens que
viram Jesus realizando milagres que o povo admirava. O interesse
daqueles homens não era nem a verdade nem a cura – era a atenção do
povo. Foi por isso que eles reagiram. Quando nós reagimos contra
algo, na igreja ou no ministério de um irmão, qual o nosso
verdadeiro motivo? Como Jesus disse, uma casa dividida contra si
cairá. Isso é verdade tanto em relação às obras do maligno, como às
obras da luz. Quando Cristãos brigam, se dividem e estragam o
trabalho de outros servos do Senhor, só há um resultado - um reino
dividido. Jesus alertou contra falsos profetas e obras (Mt 7:15-16;
24:4-5). É preciso provar os espíritos (1 João 4:1). Mas, tomemos
cuidado para que nosso combate seja contra o inimigo e não contra
nossos irmãos e verdadeiros companheiros na guerra espiritual. E
oremos para que nossos motivos no combate sejam sempre puros. Se um
ou outro cresce ou se torna mais popular, pouco importa, desde que
a glória seja para Jesus.

ORAÇÃO:
   Soberano Deus, por favor, ajude seus servos ao redor desta
planeta a discernirem quem são seus companheiros na luta da luz
contra as trevas. Que possamos apoiar e ajudar uns aos outros.
Quando for necessário, ajude seus servos a reprovarem as obras do
inimigo. Mas, que possamos encorajar e contribuir para as boas
obras que o Senhor está fazendo, e que toda a honra e glória sejam
para Jesus. Em nome do Rei oramos. Amém.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Lucas 11:5-10

Então lhes disse: “Suponham que um de vocês tenha um amigo e que
recorra a ele à meia-noite e diga: ‘Amigo, empreste-me três pães,
porque um amigo meu chegou de viagem, e não tenho nada para lhe
oferecer’. “E o que estiver dentro responda: ‘Não me incomode. A
porta já está fechada, e eu e meus filhos já estamos deitados. Não
posso me levantar e lhe dar o que me pede’. Eu lhes digo: Embora
ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa
da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar. “Por
isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão;
batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o
que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.




   Você já sentiu que estava demorando para Deus responder a uma
oração muito importante? Pode ser a cura de uma pessoa muito
querida, a conversão de um parente ou até força para você mesmo
vencer uma tentação persistente. Às vezes parece que Deus não está
nem aí, nem escutando. Mas, se um ser humano, motivado apenas por
um incômodo, faria o que a pessoa que Jesus descreveu, imagine
Aquele que deu seu único Filho por nós. Jesus não disse que
receberemos imediatamente o que estamos pedindo. Algumas coisas vão
demorar. Às vezes elas precisam demorar - para que demos a elas o
devido valor, para que aprendamos as lições que só vêm na longa
espera, para que sejamos fortalecidos pela perseverança. Paciência
não é só uma virtude, ela é uma escola poderosa, e a oração é seu
instrumento mais potente de transformação. Confie em Deus. Não
desista. Ele está ouvindo e responderá quando você estiver
preparado.

ORAÇÃO:
   Amoroso Pai, é difícil lembrar o quanto o Senhor nos ama quando
respostas a necessidades tão boas parecem demorar. Mas, confiamos
no Senhor. Não precisamos de mais provas do amor do Senhor. Se é
preciso que as respostas às nossas orações demorem, esperaremos o
quanto for necessário. Se for até a nossa ida ou a volta de Jesus,
esperaremos. Não só porque não temos outra escolha. Iremos esperar
e confiar porque sabemos o quanto o Senhor nos ama e que tudo que o
Senhor faz e não faz é para o nosso bem. É no nome de Jesus e no
puro amor dEle que esperamos. Amém.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Orar pela fé é orar com perseverança



 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;  Romanos 12:12 

Perseverar na oração é um dos meus maiores desafios pessoais. Todos os anos tenho pedido ao Pai Celestial que me ensine a ser cada vez mais perseverante em busca-lo e depender dEle para viver uma vida que o agrade. Se quisermos orar pela fé, temos que permanecer insistentemente diante do Todo Poderoso.

Os que oram movidos pela emoção logo deixam o altar da oração. Mas logo eles verão que os problemas continuaram diante de nós, precisando de resolução. Quando permanecemos perseverantes na oração, o poder de Deus passa a fluir através de nós. Seja nos dando sabedoria na jornada, seja intervindo de uma forma espantosa ou mesmo nos tornando pacientes diante da tribulação, percebemos com mais clareza a ação divina em nosso favor.

Não desista de orar! Na sua perseverança você colherá as bênçãos que o Eterno já tem nos prometido.


   Pastor Sérgio Fernandes

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Lucas 10:29-37

Mas o perito na lei, querendo justificar-se, perguntou a Jesus:
“E quem é o meu próximo?” Em resposta, disse Jesus: “Um homem
descia de Jerusalém para Jericó, quando caiu nas mãos de
assaltantes. Estes lhe tiraram as roupas, espancaram-no e se foram,
deixando-o quase morto. Aconteceu estar descendo pela mesma estrada
um sacerdote. Quando viu o homem, passou pelo outro lado. E assim
também um levita; quando chegou ao lugar e o viu, passou pelo outro
lado. Mas um samaritano, estando de viagem, chegou onde se
encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele.
Aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e
óleo. Depois colocou-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma
hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte, deu dois denários ao
hospedeiro e lhe disse: ‘Cuide dele. Quando eu voltar lhe pagarei
todas as despesas que você tiver’. “Qual destes três você acha que
foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” “Aquele
que teve misericórdia dele”, respondeu o perito na lei. Jesus lhe
disse: “Vá e faça o mesmo”.


 
   O extraordinário na história do bom samaritanto não é tanto o
que ele fez, mas, o que ele não fez. Ele não passou de largo. Ele
não ignorou. Ele não lembrou de todas suas obrigações e afazeres.
Ele não tratou como havia sido tratado provavelmente diversas vezes
em sua vida. Dificilmente haveria dois grupos mais dividos por ódio
e rancor do que samaritanos e judeus. Mas, este samaritano fez do
seu inimigo judeu seu próximo, e o tratou com um amor mais genuíno
que os "espirituais" do próprio povo do homem sofrido. Para isso o
samaritano não precisava de dons milagrosos, fé extraordinária ou
treinamento de ponta. Ele só precisava ter suas prioridades em
ordem. O perito na lei revelou suas prioridades pela pergunta que
fez a Jesus - quem é o meu próximo?. Ele presumiu que haveria
opções. Se podemos escolher quem vamos amar, não precisa de muita
imaginação para saber quem ficará de fora. Tem alguém que você já
decidiu que não é seu próximo? Você não percebeu que, na ótica de
Deus, você ainda é o próximo dele? Do ponto de vista do Reino dos
Céus, neste lugar tão pequeno que chamamos o mundo - ninguém está
distante de ninguém. E diante do sacrifício de Jesus - todos somos
próximos.

ORAÇÃO:
   Senhor benigno e compassivo, perdoe-nos por tantas vezes que
ignoramos nossos próximos porque conseguimos enquadrá-los como
inimigos, desmerecidos ou simplesmente estranhos para nós. Que
possamos começar a enxergar o quanto somos realmente próximos,
unidos pelo amor de um só Pai e chamados à salvação de um só
Salvador. Em nome de Jesus oramos. Amém.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

6 Maneiras de Alavancar Sua Vida Devocional


Há momentos em que, por qualquer motivo, a nossa vida devocional fica estagnada. A leitura bíblica parece ser uma tarefa colossal, nossas orações ficam mornas e fracas, e nosso amor por Deus diminui. Sentimos que estamos presos em uma rotina espiritual, como se não tivéssemos nenhuma tração na alma, como se estivéssemos apenas girando em nossas rodas espirituais. Estes tempos de estagnação podem ser incrivelmente frustrantes e desanimadores.

Você está em uma rotina espiritual? Aqui vão algumas dicas práticas para inflar sua vida devocional de novidade e vigor.


Ore! Ore! Ore!


Todas as dicas práticas no mundo não farão um pingo de diferença se Deus não agir poderosamente em seu coração. Deus não pode ser controlado. Ele não é um gênio pessoal que pode ser convocado ao seu comando. Ele não pode ser resumido ou contido em uma simples fórmula. Mas, ele promete responder nossas humildes petições. Ele é um bom pai que ama dar boas dádivas aos seus filhos. Em Lucas 11.13, Jesus disse:

Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?

Deus ama nos dar o Espírito Santo, mas temos de pedir! Se a sua vida devocional está estacionada, humildemente confesse sua frieza de coração a Deus e peça-lhe para soprar uma afeição incandescente em você.


Leia um livro

Ver os esplendores de Deus pelos olhos não turvados de outra pessoa pode ser extremamente útil. Uma das maneiras de ver Deus através dos olhos de outra pessoa é ler um livro. Muitas vezes nossa visão de Deus está confusa e obstruída pelas circunstâncias da vida. Ler um livro nos permite estar sobre os ombros de alguém e ver acima de toda a confusão. Se a sua vida devocional é fraca e obstruída, faça uma pequena pausa em sua leitura regular da Bíblia e passe algum tempo saboreando um bom livro. Eu recomendo qualquer um dos livros dessa lista.


Leia os Salmos

Os Salmos são uma seção intensamente devocional das Escrituras. Os autores dos Salmos experimentaram os altos e baixos da vida e se encontraram com Deus no meio desses altos e baixos. Eles experimentaram a fidelidade de Deus nos tempos de seca e nas temporadas de fertilidade. Se está faltando robustez em sua vida devocional, tente gastar algum tempo nos Salmos.


Inicie um plano de leitura bíblica

Muitas vezes nossas devoções não têm solidez porque não as planejamos adequadamente. Vagamos de versículo a versículo, lendo um pouco aqui, um fragmento dali, mas nunca fazendo um progresso real através da palavra de Deus. Se isso descreve suas devoções, talvez você precise de um plano de leitura bíblica para coloca-lo no caminho. O site da Sociedade Bíblica do Brasil tem alguns planos para você começar. Se a sua vida devocional está sem direção tente iniciar um plano de leitura da Bíblia.


Abandone seu plano

Alguns de nós gostamos de planos um pouco demais. Gostamos de fazer listas e, em seguida, riscar os itens delas. Gostamos da sensação de progresso, de avançar, de terminar algo. Aplicamos o nosso amor em planos para a leitura bíblica e, assim, lemos a Bíblia todos os anos como um relógio preciso. Isso é uma coisa boa, não me interpretem mal. Mas há momentos em que precisamos abandonar nosso plano e simplesmente acalmar nossa leitura da Bíblia. Para nos deliciarmos e saborearmos um capítulo ou uma seção, ou apenas um versículo. Se estiver sentindo sua vida devocional muito rígida e dura, tente abandonar seu plano por um tempo.


Mude seus métodos

A maioria de nós lê a Bíblia. Afinal, a Bíblia é um livro e os livros são feitos para serem lidos. Sem argumentos meus aqui. Mas lembre-se, uma parte significativa das escrituras foi originalmente destinada a ser ouvida. As cartas apostólicas eram lidas em voz alta nas igrejas. Os Salmos eram lidos em voz alta nas sinagogas. A Escritura era para ser tanto lida quanto ouvida. O site Bíblia Online permite ouvir a Bíblia em vez de lê-la. Se sua vida devocional está tornando repetitiva, tente ouvir a palavra de Deus. Faça anotações enquanto ouve

Lucas 10:25-26

 Certa ocasião, um perito na lei levantou-se para pôr Jesus à
prova e lhe perguntou: “Mestre, o que preciso fazer para herdar a
vida eterna?” “O que está escrito na Lei?”, respondeu Jesus. “Como
você a lê?”



   “Como você a lê?” Com esta pergunta, o supremo criador, o autor
não só da salvação, mas de toda a Escritura, pergunta a um mero
homem o que a Palavra de Deus quis dizer. Se o escriba que fez a
pergunta soubesse com quem ele falava, ele não teria pronunciado
uma só letra. No entanto, quantas perguntas nós já fizemos com a
intenção de prender ao invés de aprender? Quantas asseverações já
fizemos não para ensinar, mas, para exaltar a nós mesmos? É com
razão que a Bíblia alerta que poucos devem ousar ser mestres,
"sabendo que havemos de receber maior juízo." (Tiago 3:1) Será que
Deus está escutando menos hoje? Ou será que nós esquecemos que
"como nós lemos" será um dia julgado pelo próprio Autor de tudo?

ORAÇÃO:


   Misericordioso Deus, por favor, esqueça de todos os meus erros
de ensino. Quando eu errar, por favor mande alguém para me
corrigir. E conceda-me a humildade para ouvir e apreender. Não
posso deixar de usar o dom que o Senhor me deu. Mas, posso deixar
de me enganar quanto à minha própria sabedoria. Obrigado por me
lembrar do meu lugar no plano do Senhor. Em nome de Jesus eu oro.
Amém

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Lucas 10:19-20

   “Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões,
e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano. Contudo,
alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque
seus nomes estão escritos nos céus”.
 
 Jesus fala daquilo que é realmente importante. O exercício de poder sobrenatural impressiona
os homens. Expulsar demônios ou resistir aos ataques do inimigo
chamam nossa atenção. Contudo, para Deus o prodígio infinitamente
maior é a salvação de uma alma. Entre todos os milagres que Deus
pode fazer, este Ele só faz com a cooperação do homem. Este
prodígio depende de um relacionamento pessoal com Deus. Como Fred
Craddock lembrou em seu comentário sobre Lucas, "Nossa alegria
maior deve ser, não que tenhamos certos dons ou habilidades, mas,
que Deus nos recebeu e nos aceitou, que nossos nomes estão
arrolados nos céus'." Esta alegria é maior porque é a prova maior
do amor de Deus por meio de Jesus. E esta alegria durará pela
eternidade. Que possamos medir todas as outras alegrias das nossas
vidas por essa.

ORAÇÃO:

   Santo Deus, maravilhoso Pai, obrigado, obrigado, obrigado por
Jesus. Como é que o Senhor teria nos persuadido do tão grande amor
do Senhor por nós, se não fosse por Jesus? Que a alegria da nossa
salvação seja restaurada por essas palavras de hoje em diante. Que
nunca esqueçamos que um relacionamento genuíno e pessoal com o
Senhor é o maior presente que um filho pode receber. E o Senhor nos
deu este relacionamento por meio de Jesus. Obrigado. Em nome de seu
Filho Amado oramos. Amém

domingo, 20 de outubro de 2013

Lucas 10:7-8

“Fiquem naquela casa, e comam e bebam o que lhes derem, pois o trabalhador merece o seu salário. Não fiquem mudando de casa em casa. Quando entrarem numa cidade e forem bem recebidos, comam o que for posto diante de vocês.”


O “salário” dos primeiros missionários era comida e hospedaria, e só. Por que Jesus vetou a mudança de casa em casa? Porque ele não queria expor os missionários à tentação de comparar sua compensação. Daí há pouco o Evangelho seria apenas mais uma mercadoria. Será que os obreiros de hoje ficariam satisfeitos com o que seus irmãos do passado recebiam? Há uma tentação de estar sempre de olho em “pastos mais verdes”. Um certo raciocínio leva alguns a concluírem que o Senhor confirma o chamado pelo aumento do salário. Que possamos escutar o alerta de Jesus para seus servos. O inimigo sabe que não vai impedir alguns de pregar, mas, se conseguir transformá-los em mercenários, sua mensagem perderá seu poder e eles eventualmente perderão sua fé (1 Tim 6:3-10). É contra este perigo que Jesus alertou os discípulos. Que tenhamos ouvidos para ouvir porque corremos este risco hoje mais do que nunca.


ORAÇÃO:
Senhor Deus, eu não preciso de dinheiro ou bens para lhe servir. Eu só preciso de Jesus. Às vezes sinto que quanto mais “coisas” eu tenho, menos eu confio em Jesus. Não permita que eu perca minha fé por causa de bens ou dinheiro. Em nome de Jesus eu peço. Amém.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Lucas 9:61-62

Ainda outro disse: “Vou seguir-te, Senhor, mas deixa-me primeiro
voltar e despedir-me da minha família”. Jesus respondeu: “Ninguém
que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de
Deus”.


PENSAMENTO:
   O trabalhador, abrindo a terra com o arado, tem que olhar sempre
para a frente, senão ele se desvia e o sulco sai torto. Será que o
homem voltando a se despedir da família não seria distraído com
outro compromisso, e outro e outro…? Quantas vezes nós nos
comprometemos com Jesus e daí vem uma ligação, um convite, uma
“oportunidade imperdível”? Só tempos depois vemos o quanto fomos
desviados do Caminho. Quando Jesus nos chama a firmeza na decisão
de segui-lo ele está nos fazendo um favor. Cada desvio no caminho,
e há tantos, nos leva mais distante do nosso verdadeiro alvo – o
Reino de Deus.

ORAÇÃO:
   Ó Senhor da minha vida, quantas vezes fui distraído e desviado
por coisas boas, porém, não necessárias? Só uma coisa me falta –
sentar quando é para sentar e andar quando é para andar bem junto
de Jesus. Ele é tudo que eu preciso. Obrigado por me lembrar disso.
Em nome do Cristo eu oro. Amém.

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Vencendo a inquietação na oração



Lança o teu cuidado sobre o SENHOR, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado. Salmos 55:22

Muitas vezes, quando procuramos buscar a Deus, somo tomados de angústias, preocupações e aflições. É a fatura que não foi paga, é a enfermidade do familiar, os anseios de um amanhã melhor que nunca chega. Somente com oração você receberá ajuda para se libertar da inquietação do seu coração. Quanto mais buscamos ao Senhor, mais percebemos Sua grandeza e mais confiantes ficamos de que a leve e momentânea tribulação não pode se comparar com a glória que será revelada em nós.

Leia comigo esses dois salmos: "Entregue suas preocupações ao Senhor, e ele o susterá; jamais permitirá que o justo venha a cair"(Salmos 55:22 NVI) e "Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus"(Salmos 42:11 NVI).

Pessoas de oração trocam a inquietação pela esperança de vitória por Cristo Jesus! Ore, ore e ore!


Pastor Sérgio Fernandes

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Quem quiser salvar sua vida vai perdê-la.


   “Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder
a sua vida por minha causa, este a salvará.”
     Lucas 9:24


   Conta-se a história de um evangelista indiano, Sadhu Sundar
Singh, que salvou sua vida arriscando-a. Ele estava atravessando as
montanhas do Himalaia com um guia Tibetano. Tentando prosseguir
viagem numa nevasca, eles tropeçaram no corpo de um homem quase
morto. O guia Tibetano se recusou a parar e continuou sozinho. O
evangelista Sadhu, movido pela compaixão, começou a carregar o
homem caído. Através do esforço extra seu corpo se aqueceu bem como
o corpo do homem inconsciente. Antes de chegar ao seu destino, eles
encontraram o guia - morto pelo frio. Quem quiser salvar sua vida
vai perdê-la. Quem perder sua vida por causa de Jesus a salvará. O
desafio para a maioria de nós não será arriscar a vida num ato
heróico, mas, nos momentos mais comuns, onde entregamos nossas
vidas àquele que transforma qualquer ato num momento eterno. Você
pode usar uma vassoura e pá, visitar um hospital público ou
entregar um copo de água e lanche a um morador de rua? Você é capaz
de amar numa ação concreta alguém que lhe injustiçou? Você pode
pedir desculpas? Você pode perdoar? Isso é perder a vida pela causa
de Jesus e ganhar de volta uma vida que nunca mais perderá.


ORAÇÃO:


   Bendito Deus e Pai, como podemos nos preparar para perder a
vida? De onde virá a força para abrir mão da nossa essência? Só
Jesus pode fazer isso em nós e por meio de nós. Se ele não tivesse
nos mostrado o caminho, não poderíamos nem imaginar como seria.
Mas, seguindo Jesus chegaremos lá. Obrigado outra vez pelo seu
Filho. Estaríamos literalmente perdidos se não fosse por ele. Em
nome de Jesus agradecemos e lhe bendizemos. Amém.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

A Igreja privilegiava a oração



 Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos.  Atos dos Apóstolos 1:14 

Após a ascensão de Jesus Cristo, seus discípulos fizeram da oração sua prática de vida. Em todo o livro de Atos dos Apóstolos há a menção de que a Igreja mantinha-se em oração. Não é sem motivo que aquela pequena comunidade abalou de forma tão profunda o mundo antigo. Se quisermos cumprir o papel que o Senhor nos deixou, a oração não pode ser uma programação da Igreja, mas sim o respirar diário de cada crente.

Inicie grupos de oração em seu lar. Reúna-se com os irmãos para juntos buscarem a face do Senhor.Quando há oração, as famílias são transformadas, os pecadores se arrependem e Deus trabalha com poder na comunidade e através dela!

É tempo de orar!




Texto de:    Pastor Sérgio Fernandes

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

ESGOTAMENTO ESPIRITUAL


Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo dia (Sl 32:2)
Há muitas pessoas cansadas da obra e na obra, cansadas de fazer o bem. Talvez você tenha vivido longos anos lavando as mãos na inocência e mantendo puro seu coração, mas a cada manhã você é castigado, enquanto os ímpios à sua porta prosperam e vivem sem as preocupações dos mortais. Talvez as lutas internas e as pressões externas tenham levado você a um esgotamento espiritual, a uma fadiga emocional, a um apagão existencial. Talvez você já esteja andando na reserva, com o tanque vazio, sem esperança de mudança e sem perspectiva para o futuro.
Talvez você tenha até pensado em desistir ou mesmo retroceder, como fez Pedro depois que negou a Jesus. Talvez esteja cansado de esperar uma mudança em sua vida, em seu casamento, em sua família e em seu trabalho, pois, a despeito de orar e chorar diante de Deus, parece que nada acontece. Passam semanas, meses, anos, e os problemas só se agravam. Quero encorajá-lo a não desistir. 


Quando as coisas parecem estar paradas, Deus está trabalhando a seu favor, preparando algo maior e melhor para você. Não há Deus com o nosso. Que trabalha para aqueles que nele esperam. Confie em Deus, reanime-se nele, pois o sol voltará a brilhar. As nuvens escuras não se formam no horizonte para assustá-lo, mas para lhe trazer torrentes abençoadoras. Um tempo de refrigério da pare do Senhor descerá sobre você, e sua vida reverdecerá!


Texto de: Hernandes Dias Lopes.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Coisas Santas aos Cães e Pérolas aos Porcos?



“Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem” (Mt 7.6).
Logicamente, não está em pauta aqui o deixar de evangelizar ou cumprir uma tarefa missionária, pois, caso fosse, haveria contradição bíblica (Mt 28.19; Mc 16.15; etc.).

É necessário lembrar que, para os judeus, os dois animais alistados (cães e porcos) são considerados impuros e, no caso dos porcos, mais especificamente, o Antigo Testamento condena até mesmo seu uso como alimentação (Lv 11.7).

A expressão “não deis aos cães as coisas santas” parece ser uma alusão ao ato do sacerdote de lançar a carne do sacrifício (holocausto) para que os cães a comessem. Por seu turno, a expressão “deitar aos porcos as pérolas” aludiria à atitude de um homem rico que joga as “pequenas pérolas”, que tinham aparência semelhante às ervilhas e milhos, para que os porcos as comessem.

Por esse contexto (e atualizando sua mensagem), entendemos que Jesus se referia às pessoas que apreciam levantar dúvidas a respeito da fé cristã e da inerrância das Escrituras: “as pérolas”, as“coisas santas”. São os incrédulos ou os ateus, ou até mesmo meros zombadores do evangelho. A estes, a conversão ao evangelho de Jesus Cristo, a não ser pela atuação do Espírito Santo (Jo 16.7,8), é quase impossível.

Logo, depreendemos que, para algumas pessoas, este evangelho do reino está limitado, restrito, pelo fato de elas não crerem. E não somente isso. Mas também por propagarem abertamente, de forma escarnecedora e por todos os meios possíveis, que o evangelho não passa de uma farsa e que a religião é um grande mal à sociedade, semelhante ao que disse Karl Marx, quando declarou que “a religião é o ópio do povo”. Em nosso caso, o protestantismo evangélico, pois não estamos tratando meramente de religião, mas do evangelho puro e genuíno de Cristo Jesus, cujo poder pode salvar a humanidade pecadora (Mt 1.21; At 4.12).

O precioso evangelho de Cristo, entendido claramente por aqueles que o aceitam como Salvador, não deve estar suplantado debaixo dos pés dos incrédulos, cuja intenção é zombar da fé cristã. Russel Champlin, acerca da continuação do versículo em questão, comenta de forma equilibrada:


“Precisamos usar de cautela com tais pessoas [os zombadores], não evitando ajudá-las quando isso for possível, mas sem fazer da nossa religião verdadeiro motivo de zombaria da parte deles”.
Fonte: ICP Responde

domingo, 25 de agosto de 2013

O Senhor que cuida e honra seus servos

   "Na casa em que vocês entrarem, fiquem ali até partirem."
Lucas 9:4

   Com a autoridade e poder que receberam de Jesus, não demoraria
para os discípulos se tornarem celebridades. Dá para imaginar a
concorrência de ofertas de hospedagem e provisão. Os discípulos
deviam honrar as pessoas que ofereceram ajuda sem saber quem eles
eram. Muitas vezes quem faz isso são as pessoas com menos
condições. Dá para imaginar como uma família humilde se sentiria se
um dos discípulos aceitasse o convite de "mudar de endereço" depois
que uma família abastada descobrisse suas habilidades? Há uma
tentação hoje de esquecer os irmãos menos favorecidos na hora de
aceitar um convite. Será que temos lembrado esta palavra de Jesus?
Vamos honrar irmãos e famílias que nos honraram com seu amor e
carinho quando éramos menos conhecidos. Uma das melhores maneiras
de retribuir um favor feito por causa de Cristo é honrar a pessoa
que o fez. Se você fizer isso só pode ser por causa de Jesus. E
quando você fizer, a pessoa saberá que, no final das contas, quem
está a honrando é o próprio Senhor.

ORAÇÃO:


   Bendito o nome do Senhor que cuida e honra seus servos. Queremos
ser como Jesus, honrando quem honra nosso Senhor. Ajude-nos, Ó Pai,
a lembrar daqueles que mostraram a nós o grande amor do Senhor
quando ainda estávamos lhe conhecendo. Obrigado por enviar estes
servos até a nós. Abençoe-os, Pai, por favor. Em nome de Jesus
oramos. Amém.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Ajudas Práticas para a Leitura da Bíblia (Parte 1)


jovemcombiblia_big.jpg (10K) - jovem com bíblia
Lindsey Wagstaffe
Como podemos mudar do hábito de negligenciar a Bíblia para o de mergulhar nela? Aqui estão algumas dicas com as quais eu tenho aprendido e das quais tenho me beneficiado
1. Escolha um momento e um lugar.
Porque a consistência é fundamental para formar hábitos duradouros, escolher um lugar e uma hora regulares para ler ajuda muita gente.
Meu lugar não é nada especial. É, na verdade, um cantinho no tapete escondido atrás da cama. Mas esse cantinho de tapete atrás da minha cama transformou-se num santuário muito real, que serve para me lembrar de que meu tempo na Palavra está estabelecido. Esse lembrete diminui minhas distrações. Pode soar estranho, mas meu coração aprendeu a focalizar mais rapidamente sempre que eu vou até o canto do meu quarto e desapareço atrás da minha cama.
Encontrar tempo para ir à Palavra é mais duro e requer mais disciplina. Marcos 1:35 nos diz que Jesus se levantava cedo e ia para lugares desertos quando Ele orava. Há algo aí a ser considerado; eu aprendi com a experiência que, se ler a Bíblia não fôr a primeira coisa que eu faço de manhã, de algum modo eu nunca consigo parar pra isso durante o resto do dia. Se nós pretendermos fazer de Cristo nossa prioridade e paixão durante o dia, faz todo o sentido começar também com ele pela manhã. E quem disse que uma vez por dia é a exigência máxima? Por que não fechar o dia com a Bíblia também, para nos renovarmos e recolocarmos nossas mentes em coisas eternas?
2. Escolha um calendário da leitura.
Eu costumava ler a Bíblia de maneira desorganizada. Um dia eu estava a fim de ler o Novo Testamento, no outro, eu lia um capítulo qualquer do Velho Testamento. Então eu me esquecia de qual capítulo eu tinha lido por último no Novo Testamento, daí eu lia onde quer que eu abrisse a minha Bíblia. Era uma prática inútil, porque eu nunca via o texto como um todo, somente partes fragmentadas. Se nós quisermos realmente compreender o que nós estamos lendo, nós precisamos aprender a disciplina de ler capítulo por capítulo de um livro inteiro. Isso não significa que nós não podemos dar uma olhada em outros textos também, mas uma planejamento sistemático ainda é indispensável para compreensão e crescimento verdadeiros.
Dwight Moody era insistente sobre a importância da leitura seqüencial através da Bíblia toda por causa de seu próprio testemunho. Em um sermão ele disse a um grupo de jovens: "É absolutamente necessário, a fim de que a felicidade no Senhor possa continuar, que as Escrituras sejam lidas regularmente. Nós devemos especificamente, com regularidade, ler as Escrituras sequencialmente e não escolher um capítulo aqui e outro ali. Se fizermos assim, seremos sempre anões espirituais. Eu digo isso a vocês carinhosamente. Durante os primeiros quatro anos depois da minha conversão eu não fiz nenhum progresso porque eu negligenciei a Bíblia. Mas quando eu li regularmente através da Bíblia toda. eu imediatamente progredi. Então minha paz e alegria continuaram mais e mais. Eu tenho feito isso há 47 anos. Eu li a Bíblia inteira aproximadamente 100 vezes e eu sempre acho revigorante. Assim minha paz e alegria têm aumentado mais e mais. "
Isso não é maravilhoso? Quando eu fôr uma mulher idosa, quero dar o mesmo testemunho que o Sr. Moody deu .
Há muitos calendários de leitura excelentes que você pode encontrar online, cada um com um ritmo diferente. Revive Our Hearts tem links com diversos planos de leitura em seus sites. Se você estiver interessada, você pode encontrá-los aqui (1) .
3. Mantenha Cristo à vista.
O problema com planos de leitura bíblica é que começam no início - e o problema com o começo é que Levítico e Números têm uma reputação de desanimar leitores ávidos, esperançosos. Há dias em que fico me debatendo entre uma lista de nomes impossíveis de se pronunciar e um mar infinito de detalhes arquitetônicos, querendo saber porque vale a pena gastar o meu tempo com tudo isso .
Quando chegamos a estes pontos difíceis, especialmente no Velho Testamento, precisamos nos lembrar o que a Bíblia é e o que não é.
Não é um livro de uma coleção desconectada e fragmentada de histórias aleatórias sobre Deus. Embora comunique Seu amor inigualável, não é uma carta de amor ou um romance. E não é essencialmente sobre você e eu, embora nós façamos parte da história.
O Livro todo - de Gênesis a Apocalipse - é sobre Jesus Cristo. Tem somente um enredo, uma historia de salvação, e Cristo é tanto o Autor como o Herói do início ao fim. O Velho Testamento aponta de antemão para Ele, os evangelhos revelam-No, e as epístolas remontam para Ele. Tudo isso é planejado para nos incitar ao louvor e à adoração diante do Seu santo trono.

Lembra da estrada para Emaús em Lucas 24, quando Jesus, ressurreto, disse a dois discípulos como "todas as" Escrituras testificavam sobre Ele? Ele não estava exagerando a verdade para torná-la mais impressionante, nem tendo um momento de amnésia dos capítulos difíceis que encontramos. As ligações entre Cristo e determinadas partes do VelhoTestamento não são imediatamente visíveis, mas estão lá. Nossa tarefa é simplesmente buscá-Lo até que Ele nos mostre mais um vislumbre dEle - mesmo em Levítico e em Números.

Ajudas Práticas para a Leitura da Bíblia (Parte 2)

Lindsey Wagstaffe
Outro dia eu compartilhei com vocês alguns pontos que eu aprendi e que me ajudam a me absorver na palavra de Deus. Hoje, eu tenho mais três pontos para compartilhar com vocês.
1. Aprenda a entender, não apenas ler.
Há alguns anos, eu fiz algumas aulas de "leitura dinâmica" onde aprendi como virar as páginas de um livro a cada quatro segundos. Por outro lado, existe a "leitura prazer": quando estou lendo um romance, eu prazerosamente mergulho em um outro mundo e até me esqueço de que eu estou lendo. Há também o tipo "leitura preguiçosa" - que eu uso para relaxar quando eu folheio uma revista ou entro no Facebook.
Eu tentei os três tipos de leitura - e muitos outros - com a Bíblia. Deixe-me poupar o seu tempo de cometer os mesmos erros que eu, e ir direto ao ponto. Nenhum deles funciona. Nós podemos ler a Bíblia todos os dias de nossas vidas, mas se estamos somente processando as letras em palavras, não fará nenhuma diferença.
Nós precisamos adotar um novo método de leitura - um método entusiasmado, maluco, do tipo "cada-célula-do-meu-cérebro-está-ligada-neste-momento". Até onde eu entendo (eu também ainda estou aprendendo), há três componentes básicos:
• Oração - Pelo fato de que a minha mente e meu coração são tão naturalmente inclinados a se distraírem, eu preciso que Deus me dê fome e sede pela Sua palavra. Portanto, antes de qualquer outra coisa, a leitura da Bíblia deve começar com súplica, seguida de obediência. Somente o Espírito pode ensinar-nos a ter prazer em nossa leitura, e somente Ele pode nos dar a clareza, o incentivo, e a convicção que nós necessitamos.
• Estudo - Se a palavra "estudo" lembra assustadoramente trigonometria, não se apavore ainda. Nós todos estudamos as coisas que amamos, inconscientemente memorizando detalhes e indo além para descobrir mais. Se há qualquer coisa sobre a qual é impossível ser fanático demais, é a Palavra, então vamos explorar as páginas de nossas Bíblias com intensidade contínua. Sim, é um trabalho lento, cuidadoso, e difícil. Nós vamos suar mentalmente nos debatendo com determinadas passagens. Pode incluir pegar um caderno de anotações e um lápis ou fazer alguma pesquisa quando encontrarmos uma palavra ou um versículo difícil, mas o esforço é cem vezes recompensado pela nossa alegria crescente. Não vamos nos esquecer de que a Bíblia é um banquete que não tem fim, e quanto mais nós absorvemos dela mais ficaremos satisfeitos.
• Meditação - Quantidade não é tudo. É bom "mastigar" lenta e pensativamente. Quando lemos algo que nos impressiona, é um bom indicativo de que pode ser hora de parar um pouco e começar a refletir. E a meditação em um versículo leva naturalmente à memorização, o que leva a mais meditação porque aquilo passa a ocupar a sua mente durante os próximos dias.
2. Não é o fim quando você pula um dia.
No ano em que me converti, eu tinha uma idéia engraçada sobre a leitura seqüencial da Bíblia. Eu achava que havia algo especial em começar um plano de leitura da Bíblia no primeiro dia de janeiro e, se minha rotina diária fosse quebrada em qualquer momento, eu tinha falhado. Então, era melhor desistir. O desencorajamento por causa das minhas constantes falhas fez minha motivação desaparecer, fazendo com que ficasse mais difícil recomeçar.
O que você vai fazer se você pular um dia num plano de 30 dias? E se você escolher dormir um pouco mais em vez de acordar cedo antes da escola ou passar um sábado de papo pro ar ou relaxando e acidentalmente esquecer?
Se nossa confiança estiver em Cristo, nós fomos perdoados por todas as nossas fraquezas e muitas falhas. Não se desespere se você falhar. Eu não estou sugerindo que nos acomodemos; precisamos levar o compromisso a sério. Mas também não podemos nos esquecer da graça. O propósito é cultivar um hábito duradouro para toda a vida, e isso leva tempo.
Ao começar este desafio de leitura, pense sobre estas palavras de Charles Spurgeon: "Cuidado ao desprezar coisas pequenas. Alguns homens nunca chegam ao proveito porque não estão satisfeitos em começar de uma maneira pequena, e prosseguir um passo de cada vez." Nós nunca vamos progredir se não continuarmos tentando outra vez e outra vez, toda vez que tivermos vontade de jogar a toalha.
3. Aprecie! Realmente.
E, finalmente, por que nós estamos fazendo isto? Bem - para sermos felizes!
Dê uma olhada no Salmo1:1-3:
"Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido."

Aquele que se deleita na lei de Deus e medita nela é bem-aventurado. Isso significa simplesmente "feliz", mas no sentido mais pleno, mais rico, mais elevado da palavra. Mergulhar na Palavra nos fará felizes e satisfeitos no próprio Deus, que é a origem e fonte de toda a alegria verdadeira. Eu não consigo pensar em nenhum motivo maior para pegar a minha Bíblia do que esse, e você?